High Voltage revela The Grinder

Ontem a High Voltage revelou Gladiator A.D. como um de seus projetos para o Wii, com a promessa de revelar outro jogo hoje. Como prometido, a empresa apresentou The Grinder, um FPS sangrento que terá suporte para até quatro jogadores em modo cooperativo. O site IGN considera o jogo absolutamente fenomenal, e diz que os jogadores o colocarão no topo da lista de jogos obrigatórios do console. Confira abaixo os detalhes revelados até agora.

O jogo lembra Hunter: The Reckoning de Xbox porque vários membros da equipe de The Grinder também trabalharam neste jogo. Apesar disso, os anos de experiência desde aquela época e a utilização de uma tecnologia já madura farão o jogo ir muito mais além do que seria possível anteriormente. Left 4 Dead também foi utilizado como uma das inspirações.

O jogo pretende mostrar monstros clássicos de uma forma diferente e interessante. O enredo se desenrola em um mundo onde vampiros, lobisomens e mortos-vivos fazem parte do cotidiano e este mundo acabou se adaptando à presença destas criaturas. Os protagonistas formam uma equipe que deve ir até áreas infestadas e matar tudo o que se move. A High Voltage diz que os personagens e a storyline serão memoráveis.

Os personagens selecionáveis serão Hector, Doc, AJ, e Miko. Cada um deles terá um passado que ditará suas habilidades especiais. Hector é um caçador de recompensas, Doc é um médico que quer descobrir o que faz os monstros “funcionarem”, AJ é o único sobrevivente de um ataque e está atrás de vingança, e Miko é uma assassina procurando por desafios. Cada um deles trará algo novo ao gameplay e terão suas vantagens e fraquezas, assim como armas próprias.

O demo mostrado na E3 possui um número limitado de habilidades e armas, mas a High Voltage planeja incorporar upgrade de armas e personagens na versão final do jogo. A empresa gosta de elementos leves de RPG para tornar os personagens mais fortes ao longo da aventura, mas a opinião dos fãs poderão guiar o desenvolvimento.

Com a engine Quantum 3, a High Voltage está tentando colocar o maior número de inimigos bem detalhados na tela ao mesmo tempo do que qualquer outro jogo de Wii. Nos testes iniciais foi possível colocar 65 inimigos ao mesmo tempo, e é esperado que este número aumente ainda mais.

Ao contrário de The Conduit, onde todos os inimigos atacam à distância, em The Grinder diversos inimigos realizarão ataques corpo a corpo. Os vampiros tentarão atacar com suas garras e morder os personagens. O lobisomem é uma espécie de sub-chefe, que exigirá coordenação entre os personagens para ser vencido. Os inimigos também se juntarão em bandos e atuarão de maneira inteligente para matar os heróis. A High Voltage está se esforçando para que a inteligência artificial atue como se fosse controlada por uma pessoa.

Haverá uma extensa escolha de armas. Além disso, por Miko ser uma assassina japonesa, é esperado que ela possa lutar utilizando espadas. Eric, da High Voltage, disse que espadas e suporte ao MotionPlus certamente parecem apropriados para uma assassina.

Os controles de The Grinder serão ainda mais customizáveis do que em The Conduit.

O jogo possuirá modo cooperativo em tela dividida, mas também possuirá modo cooperativo online, que é o foco das opções multiplayer. Até agora a High Voltage conseguiu realizar jogos sem lag algum mesmo com diversos inimigos na tela, e pretende que continue assim. O Wii Speak é praticamente certeza que será usado, e detalhes sobre ranking online, achievements e outros detalhes online serão revelados em breve. Mais modos multiplayer deverão ser anunciados.

Será possível jogar sozinho e ainda assim ter uma ótima experiência, já que os outros personagens serão controlados por inteligência artificial. Mas o foco do jogo é o multiplayer cooperativo, e com vários jogadores a experiência será mais completa. Será possível que amigos entrem e saiam de um jogo já em andamento.

O jogo possuirá diversas fases com caminhos alternativos. No meio das fases haverá momentos em que será possível realizar eventos para mudar o caminho. A cada jogada os itens, armas e monstros mudarão de lugar, aumentando o fator replay. Além disso o jogo ajustará sua dificuldade baseando-se nas habilidades dos jogadores. A High Voltage pretende fazer com que o jogo não possua load times.

The Grinder deverá ser bem sangrento, e deverá ser lançado no final de 2010. Uma data mais exata será dada quando a High Voltage entrar em acordo com uma Publisher.

Confira uma entrevista de quatro páginas com os desenvolvedores da High Voltage clicando aqui.

Clique nos links abaixo para escutar duas músicas do game:

Música 1
Música 2

Clique nas imagens abaixo para ampliá-las:

Gladiator A.D. é novo jogo da High Voltage Software

O jogo secreto da High Voltage Software é Gladiator A.D. e trata-se do mesmo jogo que estava sendo promovido pelo site IGN há algum tempo.

O jogo é para preencher o vazio na biblioteca de jogos do Wii. O jogador poderá escolher um gladiador, com ataques exclusivos, comportamentos, movimentos e armas. Depois eles digladiam-se em uma série de competições, algumas mano-a-mano, e outras mais complexas.

O conceito de Gladiator A.D. é recriar o combate brutal e a alta tensão das arenas dos gladiadores da antiga Roma. Há mecanismos de combate estratégicos e com leves toques de RPG. Os jogadores devem participar do “Roman Gladiatorial Circuit”. Após ganharem respeito, poderão desafiar os campeões por fama, saúde e alguns casos, liberdade.

Os jogadores têm a opção de controlar diversos gladiadores, desde “Dark Druids of Amesbury” até a filha de um sacerdote egípcio. Realizando certos objetivos, novos gladiadores serão habilitados. Cada personagem tem sua própria história, habilidade e motivação para que o jogador sinta-se incentivado a controlá-lo.

Eles estão usando a engine Quantum3, igual em The Conduit. Melhoras sempre estão sendo feitas. Por ser um jogo de arena, eles estão conseguindo evoluir os gráficos um pouco mais. Personagens, cenários e animações estão incríveis. O sistema de IA é ajustável eflexível, o que permite os designers deixar os inimigos únicos e desafiadores.

Deve-se pensar em Gladiador A.D. como uma destilação de tudo que fez The Conduit ser o que é. Com menos personagens em ambientes menores, eles foram capazes de detalhar mais tudo. Além disso, eles estão utilizando um sistema para fazer a platéia reagir às ações do jogador. É possível vê-los jogando objetos no gladiador que está perdendo, assim como levantar e torcer com gritos, ou vaiar o jogador que estiver trapaceando.

Graficamente, há diversos efeitos visuais legais no jogo que estão além de The Conduit. As atualização não são somente gráficas, no entanto, como o uso da tecnologia de Imposter/Instancing. Essa tecnologia permite um número maior de personagens na tela sem cair o framerate. Isso significa que é possível ter centenas ou milhares de modelos em cena.

O game não é um simples jogo de luta em 3-D. É mais um híbrido entre esse tipo de jogo, como Bushido Blade, e jogos de boxe, como Fight Night. A ação é intensa, mas o combate é estratégico. É preciso aprender as fraquezas de seu oponente e pensar através dos padrões de ataque para ter sucesso. Não é questão de sair apertando botões à tôa.

O objetivo é fazer os controles intuitivos, e ao mesmo tempo prover detalhes à mecânica do jogo. Armas, armadura e movimentos personalizáveis dão ao jogador uma variedade de escolhas para o arsenal a ser levado na batalha. Existem movimentos mais rápidos e leves, que são difíceis de bloquear ou desviar, e movimentos mais devagar e pesados, que causarão mais dano. Um golpe dado na hora certa pode paralizar seu inimigo rapidamente. Existem movimentos brutais que o jogador pode ganhar ao aumentar sua torcida na platéia, que tem um papel importante na vitória ou na derrota.

O Wii Remote representa a mão direta e esquerda do jogador, o que permite atacar, bloquear e desviar com precisão. O jogador tem três ataques direcionais: corte esquerda, direito e por cima da cabeça. Assim como um ataque mais lento, porém mais brutal, para cada direção. Na defesa, o jogador pode escolher entre desviar, contra-atacar e bloquear ataques. Ao defender, uma porcentagem vai aumentar o dano, mas movimentar seu escudo ou arma secundária usando o direcional analógico, enquanto defende, permita o jogador fazer defesas perfeitas, que absorve todo o dano, e faz o oponente reagir, permitindo um conta-ataque. Há câmera-lenta dos ataques mais poderosos, similar ao filme “300 de Esparta”, que permite ao jogador uma tentativa cinematográfica de bloquear esses ataques.

Um modo online não foi negado, mas não foi confirmado. O uso do Wii MotionPlus é confirmado. O game está previsto para o primeiro trimestre de 2010.

Confira uma entrevista de quatro páginas com os desenvolvedores da High Voltage clicando aqui.

Clique nos links abaixo para escutar duas músicas do game:

Clique nas imagens abaixo para ampliá-las:

Square Enix anuncia Nier; novo jogo de ação

A última edição da OXM revelou Nier, um jogo de ação e aventura da Square Enix nos mesmos moldes de Ninja Gaiden e Devil May Cry.

O protagonista vive no final da década de 30 e está em busca de uma cura para a sua filha doente. A revista acha “intrigante” um enredo assim para um gênero “hack and slash”.

Nier será lançado em 2010 para o PlayStation 3 e Xbox 360.